Uma nova “estratégia” publicitária

As agências publicitárias, sempre, querem que seu cliente ou o produto que elas representam apareça. “Falem bem ou falem mal, mas falem de mim” parece ser a tônica nos escritórios e departamentos de criação das agências. Parece que, em prol da “viralização” dos anúncios, está-se optando por criar peças publicitárias essencialmente ofensivas a um determinado … Continue lendo… →

Interpretativismo e Capacidade Absortiva

Seja como pessoas ou como organizações, está-se, constantemente, avaliando o cenário em que se situa, suas variáveis, seus participantes, seus influenciadores e seus potenciais, procurando adaptar a conduta ao que se descortina, num movimento denominado interpretativismo. O movimento organizacional interpretativista foi desencadeado a partir da década de 1980, e é originário da Teoria dos Sistemas, … Continue lendo… →

Paradigma da complexidade e teoria das organizações: uma reflexão epistemológica

Partindo do princípio de que a Administração é uma ciência interdisciplinar, isto é, que ela se utiliza de conhecimentos oriundos de outras ciências para alargar e apurar sua problemática, enriquecer seus instrumentos conceituais e aperfeiçoar suas técnicas de investigação, os autores citam Chevalier e Loschak que enfocam três princípio para que isso ocorra: (a) uma … Continue lendo… →

A nova ciência das organizações (Caps 1,2 e 6)

Este resumo trata dos capítulos 1, 2 e 6 da obra A nova ciência das organizações de Alberto Guerreiro Ramos, sociólogo e político brasileiro. No primeiro capítulo do recorte, o autor expõe a concepção filosófica (epistemológica) do estudo das organizações a partir dos paradigmas modernos. Baseados em racionalidade instrumental, no sucesso tecnológico, no cálculo utilitário … Continue lendo… →

Teoria crítica e pós-modernismo: principais alternativas à hegemonia funcionalista

Os autores colocam que os estudos críticos e pós-modernos surgiram como uma alternativa aos estudos positivistas e funcionalistas aos quais se apoiavam os estudos organizacionais até o momento e faz uma apresentação a essas duas novas tendências. Sobre a Teoria Crítica, o autor a divide em dois momentos: os conceitos de teoria e prática por … Continue lendo… →