A comunicação online

Comunicação online

A comunicação online é resultado do surgimento da internet e o desenvolvimento de diversas soluções que podem ser utilizadas pelas empresas.

A popularização da internet trouxe diversas facilidades para pessoas físicas e jurídicas, principalmente, quando se fala sobre a comunicação online.

E, tal como a internet, as ferramentas de comunicação disponibilizadas para utilização por meio dela, vêm evoluindo de forma consistente.

Não somente as ferramentas de comunicação, mas todo o sistema de marketing pela internet tem evoluído, mas isso é tema para outro post.

A primeira forma de comunicação (pelo que lembro), principalmente para o público em geral, foram os board-systems (BBS), verdadeiros fóruns online, em que se interagia, ainda nos tempos das conexões discadas.

Logo surgiram os e-mails, os endereços eletrônicos, que são sustentação para qualquer outra iniciativa atualmente, utilizado como ferramenta de cadastro e confirmação em diversas plataformas – de comunicação, compra, relacionamento, etc.

Então, os sites – dos mais simples aos mais avançados, passando pelas aberturas em Flash, que são muito bonitas mas pouco eficientes pois, por não carregarem código em sim, não são reconhecidos pelos mecanismos de busca, outra invenção realizada ao longo do tempo.

As redes sociais são mais recentes, originadas nos anos 2.000, e muitas outras soluções.

Ferramentas atuais para a comunicação online

Atualmente (setembro/2022), existem diversas ferramentas que tanto empresas quanto pessoas podem utilizar para divulgar seus produtos e serviços para outras pessoas, que compõem um verdadeiro bolo publicitário online.

Essas formas de comunicação são utilizadas  pois fornecem uma alternativa mais acessível financeiramente para as empresas, quando comparados com os meios tradicionais (rádio, TV, revistas, jornais, etc.).

Os recursos mais utilizados nas estratégias de comunicação são:

  • Páginas digitais
  • E-mail marketing
  • Mecanismos de busca
  • Redes sociais
  • Mobile

Páginas digitais

As páginas digitais são portos seguros para a sua informação, para o seu conteúdo. São locais que servem de origem para a propagação da sua mensagem nos diversos outros meios que podem ser utilizados. Existem diferentes formas de páginas digitais disponíveis para utilizar no desenvolvimento da estratégia de comunicação da sua empresa, de acordo com os objetivos que ela tenha.

Abaixo são apresentadas as mais importantes:

  • Site: é o endereço institucional da empresa ou pessoa, onde são apresentadas as informações mais relevantes da empresa, como suas diretrizes empresariais (missão, visão, valores), suas linhas de produtos, seus serviços, os integrantes da equipe, rede de assistência técnica, e muitas outras informações.
  • Minisite: são espaços dentro de sites e/ou portais que realizam o aprofundamento temático, isto é, apresentam detalhes e desmembramentos sobre o tema em questão, como por exemplo, as características dos produtos da empresa ou o espaço de economia nos principais portais.
  • Hotsite: são páginas digitais desenvolvidas com a intenção de conversão, isto é, que levam a pessoa à ação, qualquer que seja. Apesar de estarem ligados à estrutura do site da empresa, possuem layout diferenciado e diversas chamadas à ação (ou CTA, do inglês “call to action“).
  • Portal: é um agregador de conteúdos de diversos “parceiros” de negócio e, como diferencial, possuem conteúdos e espaços exclusivos para assinantes.
  • Blog: é uma página digital onde a comunicação é mais informal do que no site, tal como em uma conversa. É composto por postagens regulares e cronologicamente dispostas de conteúdo relacionados ao tema de aderência do espaço.
  • Perfil em redes sociais: o correto e completo preenchimento de todos os campos da sua página principal nas redes sociais pode – também – proporcionar resultados comerciais para a sua empresa, pois é a partir desta que o seu interessado conhece você, sua empresa, seus produtos e/ou serviços.
  • Landing pages: são páginas digitais específicas que complementam estratégias utilizadas em outras plataformas de divulgação, como por exemplo, as redes sociais ou o e-mail marketing. Essas páginas digitais possuem, tal como o hotsite, vários CTAs e podem ter um layout diferenciado do aplicado no site da empresa, porém, o indicado é que tenha uma continuidade de comunicação e layout com o elemento utilizado de atração (e-mail ou postagem).

E-mail marketing

O e-mail marketing consiste no envio ético de mensagens por e-mail para atingir objetivos de marketing. Ele deve ser realizado por meio de ferramentas específicas para este fim, que proporcionam diversas métricas, tais como: taxa de abertura de e-mails, taxa de leitura, links clicados, taxa de abandono e outras.

O e-mail marketing possui algumas características importantes para a sua estratégia de comunicação online:

  • Segmentação e personalização: as ferramentas de e-mail marketing são bancos de dados, então é possível realizar diversas personalizações na sua mensagem, tornando-a mais atrativa aos diversos públicos que compõem a sua base.
  • Mensuração e rastreabilidade: todas as mensagens enviadas pelas plataformas de disparo são acompanhadas e, como já dito anteriormente, possibilitam diversas análises, inclusive por conta da rastreabilidade, o que não é possível nos meios tradicionais de comunicação.
  • Assincronicidade: o e-mail enviado nem sempre é lido no momento do recebimento, ele pode ser “guardado” para leitura posterior, diferente de outras plataformas de mensagens instantâneas e este detalhe precisa ser considerado na elaboração das estratégias que envolvam o e-mail marketing, inclusive no que tange à questão de duração das promoções.
  • Riqueza de conteúdo: o e-mail possibilita o envio de diversos tipos de mídia, o que enriquece o contato. Podem ser enviados, além do texto, vídeos, imagens, áudios e links, por exemplo.

Mecanismos de busca

É por meio dos mecanismos de busca que muitos compradores e consumidores escolhem os seus fornecedores e, assim, é preciso saber – minimamente – como essas ferramentas funcionam para que o conteúdo produzido nas diversas plataformas digitais seja “encontrado” por estes mecanismos.

Os buscadores são – basicamente – algoritmos que consideram alguns critérios para apresentar o seu conteúdo como uma solução para quem faz uma pesquisa, entre os quais,  comumentemente, está incluída a relevância do conteúdo. E, como construir um conteúdo relevante? Há alguns caminhos que podem ser utilizados, como por exemplo, a utilização de palavras-chave (hashtags), o uso de links e a utilização de temas pertinentes ou atuais para o seu público-alvo.

Outro fator que contribui para a relevância do seu site ou conteúdo é que outros compartilhem o seu material ou façam menção a ele, por meio de links, criando uma “teia” de conexões com o seu endereço.

Há duas formas de ter o seu conteúdo mostrado nas buscas: orgânico e pago/patrocinado.

O conteúdo orgânico é aquele construído utilizando as estratégias já mencionadas acima, a partir da relevância do que é apresentado.

Por outro lado, a aparição paga/patrocinada é oriunda da realização da compra de espaços publicitários ou a compra de palavras-chaves ligadas ao seu ramo de atuação que os potenciais compradores possam utilizar ao buscar produtos ou serviços similares aos seus.

O ideal é a utilização de uma estratégia conjunta, para inicialmente, criar tráfego “pago” para o seu conteúdo, aumentando sua credibilidade e relevância para o mecanismo de busca, gerando, então, resultados orgânicos.

Redes sociais

As redes sociais são estruturas formadas por indivíduos (ou empresas), chamados de nós, que são ligados (conectados) por um ou mais tipos específicos de interdependência, como amizade, parentesco, proximidade/afinidade, trocas financeiras, relacionamento de crenças, relacionamento de conhecimento, relacionamento de prestígio, etc.

Desta forma, as redes sociais são a mais antiga forma de relacionamento que existe entre os seres humanos, desde a época das cavernas e das pequenas tribos, em que, há noite, em torno da fogueira, eram narradas as aventuras e conquistas do dia.

Então, o ambiente de trabalho é uma rede social, tal como a igreja que você frequenta, a sala de aula, o colégio, a faculdade… Redes sociais são a essência do ser humano, um ser social por natureza.

Geralmente, no mundo real, as redes sociais são limitadas por uma questão física, pois há um limite espacial e de esforço que podem ser implementados para a sustentação dessas redes, o que foi quebrado com o surgimento das redes sociais virtuais (online), que facilitaram a manutenção do contato entre os integrantes das diversas redes sociais e a disseminação das informações por dentro delas.

Apesar de haver as redes sociais mainstream, há centenas de redes sociais (virtuais) ao redor do mundo, sendo que na Wikipedia você encontra uma pequena listagem delas (algumas ativas outras já desativadas).

Mobile

Há diversas soluções de marketing online já disponíveis para uso e, também, em constante evolução e desenvolvimento. Os mobiles são os aparelhos smartphones que carregamos cotidianamente e, aos quais, recorremos constantemente, para trabalhar, realizar pesquisas, nos divertir, nos comunicar e registrar fatos.

Uma das formas mais corriqueiras (além da ligação telefônica) de as empresas manterem contato com os clientes é por meio das mensagens SMS ou MMS. SMS é a redução de “Short Message System” (sistema de mensagem curta, em português) que permitia exclusivamente o envio de mensagens de texto e MMS é “Multimedia Message System” (sistema de mensagem multimídia, em português) e permitia o envio de mensagens mais compridas e, também, de imagens.

As empresas também podem utilizar a comunicação via RFID ou Bluetooth, por exemplo, para aumentar as interações com os frequentadores dos seus ambientes.

Uma estratégia que muitos utilizam é o georreferenciamento, em que o visitante diz estar frequentando um determinado ambiente, por meio de aplicativos ou login nas redes de comunicação (wi-fi, por exemplo).

Por fim, mas não menos importante, os aplicativos mobile. Uma forma de relacionamento em que as notificações enviadas por eles podem incentivar o consumidor a frequentar o ambiente ou realizar alguma ação específica, de acordo com o objetivo de marketing da empresa.

Recomendações ao utilizar a comunicação online

Tal como nos meios de comunicação tradicionais, é preciso considerar os objetivos de marketing para compor o melhor “bolo” de soluções de comunicação online para a sua empresa, o seu produto ou serviço.

Outra recomendação é definir bem o seu persona, isto é, para quem a comunicação está sendo desenvolvida, quem você quer atrair para os seus espaços.

Preciso alertar também para a “solução única de todos os problemas”, o que não existe. Aliás, em alguns casos, inclusive, é possível que a comunicação online nem seja a “solução para os seus problemas”.

O que foi apresentado aqui são soluções disponíveis, utilizando a comunicação online para a divulgação dos seus produtos, serviços, marca (pessoal ou empresarial) e tudo o mais, mas que são elementos que se somam aos tradicionais de comunicação. É preciso pensar na Comunicação Integrada de Marketing, unindo os esforços tradicionais e online em prol do melhor resultado possível de divulgação.

Sempre questiono: de quê adianta concentrar seus esforços na rede social “A” se as pessoas não sabem que este espaço existe?

É preciso integração entre o mundo real e o virtual, mesmo que o seu produto seja 100% digital, pelo menos até que a sua audiência seja totalmente digital e a sua autoridade e relevância sobre o tema seja reconhecida. É preciso, ainda, esforço no mundo real para ter sucesso nos esforços no virtual, nem que seja o boca-a-boca.

Essa contextualização é importante para se entender os princípios dos programas de consultoria e/ou mentoria de Presença Online e Comunicação de Marketing (on e offline) que ofereço.

Qualquer dúvida ou sugestão que você tenha, por favor, entre em contato.